Comunicar: Ação de Deus

“A Palavra (Verbo) de Deus se fez carne (humanizou) e habitou entre nós” (cf. Jo 1,14). Assim o Apóstolo João indica que Deus, o Criador e Fonte de vida de todos os seres criados, tomou a iniciativa de dialogar, ou seja, comunicar com suas criaturas, obra de seu amor. Especialmente com o Homem e a Mulher criados à sua imagem e semelhança (cf. Gn 1,26). Portanto os humanos são capazes de acolher a Revelação divina e estabelecer um diálogo com seu Criador. Podem responder ao convite que o Senhor faz a estabelecerem uma comunhão com Ele e entre si. Isto é, comunicação entre o divino e o humano e entre si mesmos.

Deus em sua infinita sabedoria quis revelar-se, não só através dos sinais na natureza, mas também por meio de linguagem humana. Por isso mesmo inspirou escritores na redação do Livro Sagrado, a Bíblia. Ela traz em palavras humanas, no contexto da história e cultura do Povo Hebreu, a comunicação de Deus destinada a todos os povos. Comunicação do Projeto Salvador, do qual os Hebreus foram escolhidos para serem os guardiães e anunciadores, que abarca os homens e as mulheres de todos os tempos e lugares.

Assim, também por meio dos Profetas e Patriarcas, o Senhor continuou comunicando com o seu Povo, bem como no Templo de Jerusalém, local privilegiado para manifestar esta comunicação. Mas, ao longo da história de seu Povo, Deus teve este diálogo cortado por causa do pecado, fruto do fechamento do coração do humano ao Amor divino. O Senhor, por meio do perdão, restabelecia esta comunicação com Israel. Este cortar e restabelecer permaneceu por séculos até, segundo o apóstolo Paulo, “na plenitude dos tempos Deus enviou o seu próprio Filho” (cf. Gl 4,4). Ou seja, Deus veio pessoalmente comunicar conosco. Na pessoa humana e divina de Jesus de Nazaré a comunicação de Deus com a humanidade atinge o seu ápice. Ele e o Pai, como nos revelou, “é um” (cf. Jo 10,30). Ou seja, em Jesus o próprio Deus se comunica com todos. A sintonia desta comunicação se realiza por meio da fé, abertura do humano para o Transcendente, que possibilita um diálogo verdadeiro entre criatura e Criador.

Esta comunicação de Deus para conosco gera vida, alegria, esperança e paz. Fome e sede de justiça, amor, verdade e fraternidade. Desperta em nós desejo de participar da construção de uma sociedade conforme o Plano de Deus, isto é, da História da Salvação. E, na era de intensa globalização da comunicação, somos desafiados a estabelecer ininterruptamente a comunicação do Bem para com todos e inclusive com o planeta, “obra das mãos de Deus”.

Encerro estas breves palavras com a citação bíblica que sintetiza a razão de Deus comunicar conosco. Ela, poderíamos dizer: é o cerne, o resumo de toda a Bíblia. “Deus amou de tal forma o mundo, que entregou o seu Filho único, para que todo o que nele acredita não morra, mas tenha a vida eterna”. (cf. Jo 3,16).

Pe. Antão Roberto

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!